A foto aí de cima deve ser a primeira coisa que verei ao descer do avião nesta sexta feira… A Coreia me dando boas vindas!! Pra mim, que há anos espero por este encontro!!

Para quem não me conhece, eu sou a Simone, Editora de Conteúdo do Koreapost. Esta tem sido minha missão na vida, desde 2015. Mas a minha história não começou aí não… Começou bem antes, quando minha filha, então com 13 anos, chegou me mostrando um vídeo de musica coreana que me deixou realmente impactada… Era It’s War, do MBlaq.

Alguém se lembra? Não é a toa que eu fiquei impressionada…

Daí para ela virar Shawol (fã de SHINee) foi um pulo e aí – ela filha única – não só entrou nesse mundo de cabeça como levou a mãe junto! Nós que moramos em Santos, aprendemos rapidamente que o site do Metrô te ensina ir a qualquer lugar e então, passamos a ir em todos os eventos de cultura coreana que surgiam na cidade. A esta altura, só tocava Kpop no carro e a gente já arriscava cantarolar pelo menos os refrões (soy un dorito!).

Em 2014 conhecemos o SarangInGayo que foi o maior site de cultura coreana que já existiu e nos inscrevemos em nosso primeiro evento através dele. Era um fansign do Vixx, dentro de uma exposição sobre vários produtos da Coreia (a KBEE – Korean Brand and Entertainment Expo). Justo nós que nem sabíamos como era tudo aquilo (não conhecíamos ninguém!!) fomos as primeiras da fila! Para a minha surpresa, os meninos eram iguaizinhos ao vídeo clipe (que hoje em dia meus caros contemporâneos, se chama MV).

Olha aí, eu e a Duda na KBEE provando Franguinho Coreano pela primeira vez! Foto: Arquivo Pessoal
Olha aí, eu e a Duda na KBEE provando Franguinho Coreano pela primeira vez! Foto: Arquivo Pessoal

Neste dia, peguei um livrinho que namorei durante todos estes anos – um guia turístico da Coreia do Sul, que, como não podia deixar de ser, está indo comigo nesta viagem!

Olha aí meu companheirinho de viagem! Foto: Arquivo Pessoal
Olha aí meu companheirinho de viagem! Foto: Arquivo Pessoal

A esta altura a Duda já estava decidida que queria estudar na Coreia e eu como boa mãe, comecei a pesquisar “o que que a Coreia” tem que tinha encantado tanto esta menina!! Acabei encantada também e decidida que faria o que fosse necessário para que ela pudesse realizar o seu grande sonho.

Um belo dia esbarrei numa matéria que falava de uma menina que estudava coreano sozinha (igual a Duda) num site chamado Koreapost, de uma coreana chamada Carol Lee. Nesta época eu já estava traduzindo textos para o SarangInGayo e na verdade, este site foi responsável por muitas experiências maravilhosas que rolaram na nossa vida naquele tempo, como conhecer pessoalmente o grupo Cross Gene, do qual a Duda era fã, e ir no show do BTS, que na época nem conhecíamos direito (nem nós e nem o mundo… Como BTS cresceu, meu Deus!! Mas os meninos merecem muito!!).

Mandei uma mensagem para a Carol Lee perguntando para ela se podia entrevistar a minha filha e nós combinamos de nos encontrar no próximo evento de cultura coreana. Foi amor a primeira vista!! Nós realmente tivemos uma grande conexão…

Eu e a Carol no ano novo de 2016. Vou matar bastante as saudades dela também! Foto: Arquivo Pessoal
Eu e a Carol no ano novo de 2016. Vou matar bastante as saudades dela também! Foto: Arquivo Pessoal

A partir daí tudo fluiu muito rápido… Sabendo do meu desejo de que a Duda estudasse na Coreia, a Carol sugeriu que ela participasse de um concurso de discursos em coreano e a ajudou a preparar seu texto. Daí surgiu a oportunidade da Duda estudar o idioma coreano e ir para Coreia pela primeira vez. Surgiu aí também, a primeira coluna “Uma Duda na Coreia”… É minha gente, é isso mesmo, eu sou a mãe da “Uma Duda na Coreia”… que depois de ter passado 5 meses lá, obviamente queria voltar de qualquer jeito!!

Enquanto a Duda estava lá, a Carol e eu nos juntamos e com a ajuda do meu marido que é web designer, relançamos o Koreapost no formato que vocês conhecem hoje (e aguardem que vem novidades por aí), conseguimos angariar preciosas pessoas que são nossos voluntários no Site, Instagram, Twitter, Facebook, Imprensa e Canal no Youtube e somos hoje um dos sites mais respeitados do meio. Lembrando que todos nós somos voluntários. Cada um permanece em seu emprego formal, seus estudos, sua vida, mas dedica parte de seu tempo a esta causa nobre – trazer informação aos amantes da cultura coreana.

Ano passado a Duda passou na seleção da Bolsa do KGSP/Niied, do governo coreano e pôde mais uma vez e definitivamente, ver pavimentado seu sonho de obter um diploma universitário de um dos melhores ensinos do mundo. Em 4 anos ela se formará em International Studies por uma das melhores universidades da Coreia – a Korea University.

De 2016 pra cá o Koreapost cresceu muito!! Agora cobrimos todos os eventos de cultura coreana, shows de Kpop e temos parcerias até com Youtubers na Coreia. E a Carol, está cuidando de tudo diretamente de lá, enquanto eu cuido de tudo aqui.

Além da Carol, da Duda e de mim, o Koreapost conta com a ajuda preciosa de vários voluntários, todos apaixonados pela Coreia como nós.

Por isso, quando me perguntam se eu estou indo pra Coreia por causa da saudade da Duda, eu abro um sorriso mas digo que não, porque, sim claro, vou ficar felicíssima em revê-la, mas a Coreia hoje é todo um mundo que eu aprendi a amar e admirar e que agora vai finalmente se mostrar pra mim, ao vivo e à cores!!

Acompanhem o Instagram do KP – @koreapostbr. Todos os dias publicarei stories e quando possível videos no IGTV e no Canal do KP


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.