De comidas à sorvetes, lojas sem funcionários estão se espalhando rapidamente pela Coreia.

No início de novembro, na edição anual da Seoul International Cafe Show, novidades como robôs que fazem café coado, mostraram que a automação e dispositivos inteligentes estão em alta.

De robôs que fazem a torra do café à máquinas automatizadas de café coado, há várias oportunidades para experimentar os ‘cafés inteligentes’“, disse um funcionário do evento.

Robôs e clientes que entendem de tecnologia, estão dispensando funcionários
Seoul International Cafe Show, edição de 2021, que trouxe novidades de automação. Fonte: G-enews.

Essas são as últimas novidades de automação, já se adaptando à mudança demográfica na Coreia, onde lojas sem funcionários tem crescido rapidamente nas ruas. Nos últimos anos, tanto pequenas quanto grandes varejistas têm adotado o sistema de auto pagamento para economizar custos operacionais e manter as lojas operando até tarde da noite.

Atualmente, quase 1.700 lojas híbridas, que alternam entre ter funcionários na loja e o sistema de auto atendimento, estão em operação nas quatro maiores redes de lojas de conveniência (CU, GS25, 7-Eleven e E-Mart 24).

Apesar do número não ser muito expressivo, levando em consideração que na Coreia há mais de 47.000 lojas de conveniência no país, o número de lojas híbridas tem crescido rapidamente nos últimos meses, de acordo com a E-Mart 24.

Desde julho, quando anunciamos a decisão de expandir as lojas híbridas, estamos implementado o sistema. Quase 80% das nossas lojas lojas não estão aberta 24 horas“, disse um representante da E-Mart 24.

Com mais de 5.700 lojas no total, a E-Mart 24 é operada pelo Grupo Shinsegae. O número de lojas híbridas do grupo saltou de 150 no início desse ano, para 700 no fim de outubro.

Lojas de refeições pré-prontas e acompanhamentos coreanos, chamados de banchans, também estão se automatizando.

Robôs e clientes que entendem de tecnologia, estão dispensando funcionários
Lojas de refeições pré prontas, que já estão se adaptando ao sistema de auto pagamento. Fonte: The Korea Bizwire

Nosso principal alvo são mulheres casadas na casa dos 30 a 40 anos, que trabalham e ajudam com as despesas financeiras da casa“, disse um representante da Omealdang, uma rede de loja de comidas pré-prontas.

As refeições pré-prontas são produzidas em fábricas e abastecidas diretamente para as lojas. Lá, são expostos e  colocadas a venda, e tem sido bem recebido pelos donos das lojas“, completou o representante.

Foi no início de 2018 que a Amazon revelou ao público a Amazon Go. Desde então, os negócios coreanos rapidamente tem adotado um conceito similar, que variam desde lojas de sorvetes a cafeterias, além de serviços de lavanderias por moedas.

De acordo com a Shinhan Card, um emissor de cartão líder na Coreia, o volume de transações no cartão de crédito em cafeterias self-service aumentou 50% entre agosto de 2019 e janeiro de 2020, deixando pra trás franquias de cafeterias que teve um aumento de 5% e cafeterias mais baratas, que teve um aumento de 24%, no mesmo período.

Robôs e clientes que entendem de tecnologia, estão dispensando funcionários
Lojas de conveniência se adaptaram no modelo similar ao Amazon Go. Fonte: Shinsegae.

O número de lavanderias self-service das seis principais empresas do setor também cresceram 37.8%, passando de 3.086 em 2016, para 4.252 unidades em 2020, de acordo com um relatório da Agência de Consumidores da Coreia. A receita também cresceu de W49.8 bilhões ($42.1 milhões) em 2016, para W112.9 bilhões em 2020.

O aumento dos número de serviços automatizados cresce proporcionalmente com o aumento de pessoas solteiras no país, que também aumentou de 27.2% em 2015, para 30.2% em 2019, de acordo com a Statistics Korea. O número aumentou para 31.7% em 2020, que significa que de 6 em cada 10 famílias da Coreia são formadas por pessoas solteiras ou casal.

Lee Young-ae, um professor do Departamento de Ciências do Consumidor da Universidade Nacional de Incheon, disse que “competitividade de preço”, “curiosidade por coisas novas” e “comprar rapidamente” tem feito lojas sem funcionários atraente para os consumidores.

Mas para que as lojas self-service funcionem a longo prazo, eles terão que lidar com questões de seguranças, por exemplo, disse o professor.

Parece que muitas pessoas estão usando esses serviços porque eles não existiam antes. Mas a longo prazo, os clientes podem se sentir cansados e confusos se eles não receberam informações ou serviços que eles precisam das lojas self-service“.

Robôs e clientes que entendem de tecnologia, estão dispensando funcionários
Lavanderias automatizadas, que contam com totem para pagamento. Fonte: Expat Guide Korea.

Como o boom da automação irá afetar o mercado de trabalho?

O professor Lee Jung-hee do Departamento de Economia e Administração da Universidade Chung-Ang disse que a procura por lojas self-service vão continuar a crescer.

Já estamos vivendo a era sem contato. E como os administradores de empresas enfrentam problemas como custo operacional e gestão de mão de obra, lojas sem funcionários é uma alternativa. Eu espero que a demanda por modelos de empresas similares continuem a crescer“, disse o professor Lee.

Lojas sem funcionários frequentemente atraem os donos de lojas com seus custos operacionais baixos em meio ao aumentos dos custos de mão de obra.

Um estudo do Instituto de Pesquisa Econômica da Coreia no ano passado demostrou que muitos empregos de baixa remuneração foram eliminados quando o salário mínimo do país aumentou 16.4% em 2018, enquanto aqueles que estavam empregados aproveitavam salários mais altos.

Em uma pesquisa conduzida pela Federação das Micro Empresas da Coreia no início desse ano, cerca de 87% dos proprietários de pequenas empresas disseram que eles teriam dificuldades de pagar o salário mínimo se aumentar no próximo ano.

Em um esforço para ajudar proprietários de pequenas empresas, o governo anunciou um plano de “supermercado inteligente” no início de 2021. O plano consiste em equipar os supermercados com sistemas de verificação de entrada e quiosques de auto pagamento, além de dispositivos de segurança.

Isso é uma tendência que não pode ser barrada pelo governo. Isso também poderia criar empregos em novos setores, como empresas de soluções focadas em lojas sem funcionários, incluindo quiosques e outros sistemas de automação. Provavelmente, empregos de baixa qualificação irão desaparecer.”

Melhor do que focar em uma tendência específica, o governo precisa apresentar um plano abrangente para resolver a questão do desaparecimento dos empregos, como caixas de supermercado“, disse o professor.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.

quatro × 4 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.