A Coreia do Norte é um país Anormal. Existe somente um canal de televisão e não existe internet. Na Coreia do Norte, não podemos cantar, falar, vestir e nem pensar livremente. A Coreia do Norte é o único país que executa pessoas, pelo simples fato de efetuar uma ligação internacional, sem autorização. A nação norte-coreana vive aterrorizada. Quando eu vivia na Coreia do Norte, não tive acesso a livros, músicas, filmes que contassem sobre amor entre homem e mulher. Na Coreia do Norte, não existe “Romeu e Julieta”.

Todas as histórias são referentes à Kim Il-sung, Kim Jong-il e Kim Jong-un, fazendo uma lavagem cerebral para que louvem os ditadores. Em 1993, desde que nasci, perdi a liberdade e meus direitos. A população da Coreia do Norte está nesse momento, desejando sua liberdade. Quando eu tinha 4 anos, recebi um aviso de minha mãe. “Não pode nem cochichar, porque a tarde os pássaros e a noite os ratos ouvem”.

Eu aceitei. Pensei que o ditador norte-coreano, pudesse ler meus pensamentos. Meu pai faleceu após a fuga para a China. Quando tinha somente 14 anos, às 3 horas da manhã, enterrou meu pai escondido. No primeiro dia de fuga, presenciei um homem estuprando minha mãe. O estuprador era um intermediário chinês. No começo, ele tentou me estuprar… Na Coreia do Norte existe uma frase “Mulher é frágil, mas mãe é forte”. Minha mãe se sacrificou para me proteger, e foi estuprada.

Na China, existem cerca de 30 mil de fugitivos. 70% das mulheres e meninas são vítimas de crimes, ou vendidas por somente 200 dólares. Eu sempre andava com uma faca. Se passasse por uma situação em que teria que volta à Coreia do Norte, eu estava preparada para tirar a minha própria vida. Só queremos viver como gente! As pessoas me perguntam, “O que posso fazer para ajudar a população da Coreia do Norte?” Existem várias maneiras, mas hoje gostaria de falar somente três.

PRIMEIRA – SE INTERESSAR, COMO SE FOSSEM VOCÊS MESMOS, EM RELAÇÃO AOS DIREITOS DA POPULAÇÃO NORTE-COREANA.

SEGUNDO – AJUDAR E APOIAR AS PESSOAS QUE TENTAM FUGIR, LUTANDO PELA SUA LIBERDADE.

TERCEIRA – SOLICITAR ÀS AUTORIDADES CHINESAS, PARA QUE NÃO DEPORTEM FUGITIVOS NORTE-COREANOS.

Nós precisamos dar à luz, na parte mais escura do mundo. Isso não é somente para os direitos da população norte-coreana, mas para os direitos de todo o mundo. A ditadura na Coreia do Norte está no poder a 70 anos, cometendo uma política brutal. Precisamos pressionar as autoridades do mundo inteiro, solicitando à China, para que não deportem os fugitivos. E especialmente, hoje participando no ONE YOUNG WORLD, estou na função de ser a voz dos representantes da China.

Discurso de Yeonmi Park


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.

2 COMENTÁRIOS

  1. É inacreditável que nos dias de hoje, ainda ouvimos depoimento assim. Me dói na alma, saber que tantas pessoas vivem de forma deplorável, não dando conta a benção que tem em poder se expressar livremente e escolher a vida que deseja viver. Enquanto outras,com tanta sede de viver, querendo aprender, amar e sorrir mas, estão vivendo um terror na mão desse ditador louco e seu sistema politico pré-histórico.

  2. É realmente uma realidade chocante e cruel, ver que tantas pessoas norte-coreanas vivem em uma realidade totalmente controlada e aprisionada, precisamos sim dar todo apoio que pudermos para que essas pessoas tenham uma vida mais digna.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.