A Coreia do Norte é um país Anormal. Existe somente um canal de televisão e não existe internet. Na Coreia do Norte, não podemos cantar, falar, vestir e nem pensar livremente. A Coreia do Norte é o único país que executa pessoas, pelo simples fato de efetuar uma ligação internacional, sem autorização. A nação norte-coreana vive aterrorizada. Quando eu vivia na Coreia do Norte, não tive acesso a livros, músicas, filmes que contassem sobre amor entre homem e mulher. Na Coreia do Norte, não existe “Romeu e Julieta”.

Todas as histórias são referentes à Kim Il-sung, Kim Jong-il e Kim Jong-un, fazendo uma lavagem cerebral para que louvem os ditadores. Em 1993, desde que nasci, perdi a liberdade e meus direitos. A população da Coreia do Norte está nesse momento, desejando sua liberdade. Quando eu tinha 4 anos, recebi um aviso de minha mãe. “Não pode nem cochichar, porque a tarde os pássaros e a noite os ratos ouvem”.

Eu aceitei. Pensei que o ditador norte-coreano, pudesse ler meus pensamentos. Meu pai faleceu após a fuga para a China. Quando tinha somente 14 anos, às 3 horas da manhã, enterrou meu pai escondido. No primeiro dia de fuga, presenciei um homem estuprando minha mãe. O estuprador era um intermediário chinês. No começo, ele tentou me estuprar… Na Coreia do Norte existe uma frase “Mulher é frágil, mas mãe é forte”. Minha mãe se sacrificou para me proteger, e foi estuprada.

Na China, existem cerca de 30 mil de fugitivos. 70% das mulheres e meninas são vítimas de crimes, ou vendidas por somente 200 dólares. Eu sempre andava com uma faca. Se passasse por uma situação em que teria que volta à Coreia do Norte, eu estava preparada para tirar a minha própria vida. Só queremos viver como gente! As pessoas me perguntam, “O que posso fazer para ajudar a população da Coreia do Norte?” Existem várias maneiras, mas hoje gostaria de falar somente três.

PRIMEIRA – SE INTERESSAR, COMO SE FOSSEM VOCÊS MESMOS, EM RELAÇÃO AOS DIREITOS DA POPULAÇÃO NORTE-COREANA.

SEGUNDO – AJUDAR E APOIAR AS PESSOAS QUE TENTAM FUGIR, LUTANDO PELA SUA LIBERDADE.

TERCEIRA – SOLICITAR ÀS AUTORIDADES CHINESAS, PARA QUE NÃO DEPORTEM FUGITIVOS NORTE-COREANOS.

Nós precisamos dar à luz, na parte mais escura do mundo. Isso não é somente para os direitos da população norte-coreana, mas para os direitos de todo o mundo. A ditadura na Coreia do Norte está no poder a 70 anos, cometendo uma política brutal. Precisamos pressionar as autoridades do mundo inteiro, solicitando à China, para que não deportem os fugitivos. E especialmente, hoje participando no ONE YOUNG WORLD, estou na função de ser a voz dos representantes da China.

Discurso de Yeonmi Park


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



2 COMENTÁRIOS

  1. É inacreditável que nos dias de hoje, ainda ouvimos depoimento assim. Me dói na alma, saber que tantas pessoas vivem de forma deplorável, não dando conta a benção que tem em poder se expressar livremente e escolher a vida que deseja viver. Enquanto outras,com tanta sede de viver, querendo aprender, amar e sorrir mas, estão vivendo um terror na mão desse ditador louco e seu sistema politico pré-histórico.

  2. É realmente uma realidade chocante e cruel, ver que tantas pessoas norte-coreanas vivem em uma realidade totalmente controlada e aprisionada, precisamos sim dar todo apoio que pudermos para que essas pessoas tenham uma vida mais digna.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.