Lee Ji-na, de 20 anos, nunca pensou que fosse uma pessoa que gostava de cachorros. Mas depois de 2 meses fazendo home-office, estava lutando contra o tédio e a solidão.

Me senti presa, principalmente quando aumentou as restrições de distanciamento e eu não podia mais sair nem nos finais de semana“, disse Lee.

Um dia, enquanto rolava vídeos do Youtube, ela se deparou com uma série de vídeos de animais adotados e pensou que um companheiro peludo poderia ser exatamente o que ela precisava, para se livrar da depressão causada pela pandemia.

Depois de algumas pesquisas, ela visitou um abrigo de animais, no distrito de Jungnang, em Seul, e levou para casa um terrier de 6 anos, chamado Molly.

Animais de estimação são abandonados com o retorno às atividades normais, pós pandemia
Cães resgatados de maus tratos. Fonte: Humane Society International.

Também é a primeira vez que, Lee Kyeong-jin, de 40 anos, tem um animal de estimação. Ela adotou dois gatos depois de ficar em casa com seus dois filhos por mais de um mês, período em que seus meninos não iam à escola por causa da pandemia.

Os meninos costumavam jogar no computador o dia todo, mas agora eles passam o tempo com os gatos e cuidam deles“, disse Lee.

Os gatos ajudaram os meninos a aliviar o estresse de ficar em casa“, completou Lee.

Atualmente, um em cada três coreanos tem algum animal de estimação, de acordo com o relatório do governo de 2021 sobre animais de estimação adotados na Coreia. Atualmente, 29.7% dos coreanos tem um pet, um aumento de 3% em relação a 2019.

As taxas de adoção cresceram tanto que os abrigos estavam ficando vazios“, disse Lee Hyeon-joo, diretora do departamento de adoção de Direitos Animais da Coreia.

No entanto, a tendência de adotar animais de estimação teve duração curta.

Apesar da média mensal no primeiro trimestre desse ano reportar 7.955 animais abandonados, a média disparou para 10.769 durante o terceiro trimestre, de acordo com o relatório do Sistema Administrativo de Proteção Animal e Agência de Quarentena de Plantas.

Animais de estimação são abandonados com o retorno às atividades normais, pós pandemia
Cães retornam aos abrigos, depois do abandono. Fonte: The Korea Bizwire

Com a passagem da pandemia, e as pessoas voltando à suas vidas normais, estamos vendo uma disparada no número de animais de estimação sendo jogados nas ruas“, disse Kim Min-jin, administradora do Centro de Adoção de Animais Abandonados de Seul.

Suspeitamos que as pessoas adotaram os pets quando estavam trabalhando home-office e agora que estão voltando a trabalhar presencialmente, eles abandonam os animais“.

Na pesquisa que foi conduzida em maio, pela instituição de pesquisa de Conscientização, Pesquisa e Educação sobre o Bem Estar Animal, da sigla em inglês AWARE, 58% afirmaram que eles acham que a principal razão do abandono dos animais foi a falta de punição pesada para quem solta os animais.

Animais de estimação são abandonados com o retorno às atividades normais, pós pandemia
Cães abandonados na Coreia. Fonte: The Korea Bizwire

Em setembro, reconhecendo a questão de abandono dos animais e a falta de punição apropriada para os abusadores de animais, o Ministério da Justiça aprovou uma nova emenda no âmbito civil, para reconhecer os animais como “seres com sentimentos“, diferente de objetos.

Por meio da emenda, os animais ganharam direitos legais e agora há punições mais pesadas, como prisão em flagrante por abandono, negligência e abuso dos animais.

Outra razão para o abandono é a falta de repressão e investigação em casos de abandono.

O principal meio para rastrear aqueles que abandonam animais é a implementação de um sistema de registro obrigatório dos animais, em que os pets precisam ser registrados em clínicas veterinárias.

Animais registrados recebem um pingente em suas coleiras ou um microchip inserido em  sua pele.

Os registros dos animais começaram em 2014, mas mesmo que os donos registrem os pets, a pessoa não sofre com as desvantagens“, disse Lee Hyeong-ju, CEO da AWARE.

Desde outubro, o Ministério da Agricultura, Alimentos e Assuntos Rurais está pressionando  para registrar os animais na região metropolitana de Seul.

Aqueles pegos violando as regras relacionadas aos pets, incluindo abandono de animais, sofrerão uma multa de até W600.000 ($510).

Estamos trabalhando com o governo local para repreender pessoas que não registrarem seus pets e, ao registrar os animais lembrar os donos de seguir as regras do governo“, disse Kim Ji-hyeon, o diretor das políticas de bem estar dos animais do Ministério da Agricultura, Alimentos e Assuntos Rurais.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.

dois × 1 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.