A Coreia do Norte revelou no sábado (11) que o presidente venezuelano enviou uma carta ao líder do país, Kim Jong-un, para reafirmar seu compromisso de consolidar os laços com o Norte.

“(O líder) Kim Jong-un…recebeu uma mensagem de saudação de Nicolás Maduro Moros, presidente da República Bolivariana da Venezuela, no dia 27 de julho”, informou a agência de notícias estatal norte-coreana, 15 dias após a correspondência ter ocorrido.

A Coreia do Norte celebra como triunfo em 27 de julho o que considera o dia da vitória na guerra, em que retrata a assinatura do Acordo de Armistício da Guerra da Coreia realizado no dia 27.07, em 1953, com os Estados Unidos.

Fonte: CBS News
Fonte: CBS News

“O popular dia de celebração será uma ocasião importante para mostrar a intenção dos dois países de fortalecer ainda mais os laços amistosos entre eles e, através deste processo, promover o desenvolvimento, o bem-estar e a prosperidade dos dois povos”, disse a agência de notícias, citando a carta de Maduro.

A carta dizia que também é uma ocasião importante para “demonstrar a vontade de continuar a luta … para defender o direito soberano, o direito à autodeterminação dos povos e consolidar a construção de um mundo multipolar livre dos atos imperialistas de dominação”.

O presidente venezuelano também mandou uma “saudação calorosa” a Kim e expressou “nobre homenagem” aos heróis da Guerra da Coreia do Norte, segundo a agência.

A divulgação tardia de sua correspondência com a Venezuela, país que foi sancionado financeiramente pelos EUA no ano passado, ocorreu no momento em que a Coreia do Norte enfrentava complicadas negociações com Washington sobre seu programa de armas nucleares e sanções impostas pelos EUA.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.