Pela primeira vez em três anos, os chanceleres da Coreia do Sul, China e Japão vão conversar sobre uma futura cooperação entre as três potências econômicas da região.

Reuniões foram marcadas para os dias 20, 21 e 22 de agosto, em Pequim, para fortalecer a base para o “sistema de cooperação”, disse o Ministério das Relações Exteriores sul-coreano na sexta-feira, dia 16.

Não ficou claro se as conversas entre o principal diplomata da Coreia do Sul e o representante diplomático japonês se concretizariam.

A relação entre os dois países deteriorou-se significativamente como resultado de uma recente disputa comercial. O Japão emitiu controles mais rígidos para a exportação de importantes materiais usados para produzir semicondutores e displays para a Coreia do Sul em julho deste ano.

As manifestações populares são centradas na disputa pela restituição aos trabalhadores coreanos forçados à trabalhar sob o domínio colonial do Japão.

Na reunião dos ministros das Relações Exteriores, na Coreia do Sul, é esperado preparativos para uma cúpula entre o presidente chinês Xi Jinping, o líder sul-coreano Moon Jae In e o primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe.

Em uma cúpula em maio do ano passado, com a presença do primeiro-ministro chinês Li Keqiang, em vez de Xi Jinping, os três países concordaram em incentivar o desarmamento nuclear da Coreia do Norte.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.