A multidão da arena Gangneung Ice assistiu a uma cena bizarra durante a prova feminina de patinação de velocidade em equipe.

Duas das atletas, Kim Bo-reum e Park Ji-woo atravessaram a linha de chegada praticamente ao mesmo tempo, no entanto, Noh Seon-yeong foi deixada para trás por suas colegas de equipe. Ela atravessou a linha bem mais tarde.

Na patinação velocidade em equipe, as três atletas devem chegar até a linha juntas, pois seu tempo é gravado apenas quando a terceira atravessa a linha.

Noh terminou a corrida das quartas de final em 3 minutos e 3.76 segundos. A Coreia do Sul não conseguiu ir para as semifinais e irá competir nas corridas de colocação para os rankings finais entre a quinta e oitava posição.

(Imagem: Yonhap)
(Imagem: Yonhap)

O modo das três patinadoras sul-coreanas competirem nas Olimpíadas mostrou que algo estava errado em seu trabalho de equipe.

Após a prova, Kim Bo-reum comentou sobre o acontecido. “Praticamos muito para as Olimpíadas e nossa corrida foi muito boa.”Como você viu, a atleta estava muito atrás de nós e o vão se tornou ainda maior à medida que chegamos à linha de chegada…lamento o nosso tempo.”

Bo-reum chamou Seon-yeong de “a atleta” ao invés de seu nome. Seon-yeong, que chorou após a corrida, negou entrevistas e foi direto ao vestiário.

(Imagem: Yonhap)
(Imagem: Yonhap)

Park Ji-woo disse que todas concordaram inicialmente com uma estratégia, na qual Kim e Park, patinadoras mais rápidas em comparação à Noh, iriam liderar a corrida e então Noh as seguiria, pois a liderança seria mais difícil do que perseguir companheiras de equipe. Park ainda menciona que tal estratégia não funcionou no meio da corrida e finaliza praticamente dizendo que a responsabilidade era de Noh.

As explicações de Kim e Park causaram um alvoroço.

Em patinação de velocidade em equipe, as três atletas seguem juntas e caso uma delas esteja com problemas, outra colega a empurra por trás para ajudá-la. Esta é a única modalidade de velocidade em patinação que permite contato físico entre os colegas de equipe.

Os fãs estavam se perguntando por que Kim e Park não ajudaram sua colega ao invés de culpá-la após a corrida.

(Imagem: Yonhap)
(Imagem: Yonhap)

As duas atletas enfrentaram uma série de críticas dos fãs. Na internet, Kim foi retratada como uma bully por excluir sua companheira de equipe. Alguns a acusam por seu comportamento “infantil” e até apresentaram uma petição on-line para desqualificar as duas atletas da seleção nacional, que chegou a meio milhão de assinaturas em poucos dias. Kim entrou no top 10 nomes mais procurados do Naver, acima de Cha Min-kyu, ganhador da medalha de prata nos 500 metros em patinação de velocidade masculina.

Kim e Park mudaram as configurações de suas mídias sociais para privado, devido aos comentários mordazes culpando-as por prejudicar o desempenho da equipe.

Como os comentários continuaram, Kim pediu desculpas por sua imaturidade.

“Sei que muitas pessoas ficaram magoadas por minha causa. Sinto muito por isso,” ela disse em uma conferência pela União Coreana de Patinação (Korea Skate Union). “Antes dos jogos, trabalhamos duro e nosso objetivo era conseguir a medalha de bronze na prova. Para conseguir, tínhamos que chegar a semifinal. Fui levada pelo objetivo e senti a pressão de que precisava patinar mais rápido na última volta. Tentei terminar em 29 segundos e por isso, não pude cuidar dela (Noh) durante a corrida.” Kim chorou no final da conferência e Noh não compareceu, devido a uma gripe.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.