O governo sul-coreano anunciou um combate às falsas marcas coreanas que são comercializadas no exterior e vem obtendo grande sucesso entre o público.

Em um relatório, o Escritório Nacional de Orçamento da Assembleia pediu à Korea Customs Service (KCS) que tomasse medidas mais fortes contra vendedores de “produtos coreanos falsos e de baixa qualidade” no exterior, principalmente no sudeste da Ásia, onde K-pop e K-dramas tornaram-se muito populares.

O relatório menciona especificamente a marca Mumuso, que afirma ser um varejista coreano, mesmo sem um escritório de vendas na Coreia. A Mumuso está sediada em Xangai e a maioria de seus produtos é fabricada na China.

Imagem: Banner Mumuso

Capitalizando o hallyu, a Mumuso se promoveu como uma marca coreana e expandiu seus negócios para muitos países, incluindo Índia, Canadá e Vietnã.

Produtos de baixa qualidade de falsas empresas coreanas podem minar a confiança de clientes estrangeiros na Coreia e em produtos coreanos“, diz o relatório.

O KCS deve investigar se essas marcas violam as regras de comércio internacional ou as leis de direitos autorais nos países onde operam … O KCS também deve apresentar maneiras de aumentar a conscientização sobre o assunto no exterior“.

De acordo com a Agência de Promoção de Investimentos Comerciais da Coreia (KOTRA), Ilahui, Mini Good e Yoyoso estão entre as empresas chinesas que estão surgindo na Ásia.

Essas empresas criam uma falsa impressão de que seus produtos são fabricados, projetados e vendidos na Coreia. Eles colocam sinais como “KR” e “KOREA” em seus produtos, tocam música pop em suas lojas, em um esforço aparente para torná-los parecidos com os produtos coreanos“, diz o escritório da KOTRA nas Filipinas em seu site.

Imagem: @yoyoso.pt

Autoridades de alguns países já tomaram conhecimento do problema.

O ABS-CBN News, um meio de comunicação nas Filipinas, informou em 28 de maio que a Food and Drug Administration (FDA) do país começou a aconselhar as pessoas a serem vigilantes contra falsas marcas coreanas, dizendo que os vendedores poderiam enfrentar medidas regulatórias.

Mais esforços de relações públicas também são necessários, já que alguns meios de comunicação, incluindo o Times of India, chamaram falsamente Mumuso de uma marca coreana.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.