Na Dinastia Joseon, as moças da nobreza tinham atividades sociais limitadas e através do bordado e da costura, criavam utensílios que se transformavam em artes.

No dia 16 de abril, o Conselho da Kowin Brasil deu abertura na exposição Hanol, localizado no Centro Cultural Coreano de São Paulo, para apresentar aos vistantes brasileiros um pouco desta arte. Utilizando as cores, vermelho, branco, preto e amarelo, faziam os visitantes brasileiros sentir a delicadeza e o conforto em seus olhos.

Inteiramente tingidos de cânhamo, rami e oxazolo, podíamos ver que os artesanatos foram fabricados com muita dedicação. Trabalhos artesanais são obras da artista Tae Sun Kim, que vive em Dallas, convidada especialmente pelo Centro Cultural Coreano.

A exposição Hanol vai até o dia 30 de maio.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.