O governo sul-coreano está buscando proibir empresas de promover suas bebidas alcoólicas através do uso de imagens de celebridades em suas garrafas e latas.

O Ministério da Saúde e Bem-Estar afirmou que revisará a Lei Nacional de Promoção da Saúde para banir todas as imagens de celebridades em bebidas alcoólicas, em um esforço para evitar a glamourização de seu consumo.

A lei atual permite a inclusão de tais imagens em garrafas de soju ou cerveja, e outros tipos de embalagem, e é um trabalho muito procurado por celebridades, especialmente mulheres. Atualmente, Irene do grupo feminino Red Velvet e a cantora e atriz Suzy são as respectivas modelos das duas maiores fabricantes de soju do país.

Foto: The Korea Times

Essa ação vem após críticas à atitude branda do governo em relação ao consumo de álcool, em comparação ao tabaco.

O cigarro e o álcool são classificados como cancerígenos de classe um e ambos podem causar várias doenças, incluindo câncer e pressão alta. Além disso, o álcool é conhecido por seus efeitos sociais sérios e nocivos. A política antifumo do governo sul-coreano tornou-se mais rígida, por exemplo, com fotos perturbadoras e avisos de saúde impressos em maços de cigarros, embora o mesmo não tenha sido muito ativo no combate ao consumo excessivo de álcool.

Atualmente, a Coreia é o único país membro da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) que permite que as empresas de bebidas usem imagens de celebridades em seus rótulos.

O governo destinou quase 138,8 bilhões de won a iniciativas antifumo este ano, mas apenas 1,3 bilhão de won em campanhas que desencorajam o consumo de álcool. O Ministério da Saúde sul-coreano tem um departamento separado responsável por projetos anti-tabagismo, mas não um para desestimular o consumo de álcool.

Advertências gráficas foram adicionadas às embalagens de cigarro por exigência do governo sul-coreano em 2016. Fonte: Yonhap News.

Celebridades conhecidas, como atores ou cantores, exercem grande influência sobre crianças e adolescentes, portanto, deve-se evitar colocar suas fotos em garrafas e latas de álcool“, disse a deputada Nam In-soon, do Partido Democrata da Coreia e membro do Comitê de Saúde e Bem-Estar da Assembleia Nacional.

Um estudo de 2017 do Ministério da Saúde mostrou que 62,1% dos adultos bebiam pelo menos uma vez por mês no ano passado, contra 59,6% em 2008.

No mesmo período, a taxa de consumo de álcool por homens diminuiu ligeiramente de 74,7% para 74%, mas a taxa de mulheres aumentou consideravelmente de 45% para 50,5%.

O número de mulheres que bebem pelo menos cinco copos de álcool por vez e que saem para beber pelo menos duas vezes por semana também aumentou de 6,2% em 2008 para 7,2% em 2017.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.