Park Ji-hyun, uma ativista de 26 anos que lutou para a erradicação dos crimes sexuais digitais, foi nomeada como vice-presidente interina do Partido Democrático (DP) no domingo, depois dos antigos líderes terem se demitido em massa na quinta-feira após a derrota nas eleições presidenciais.

Park, vice-presidente do Comitê de Assuntos das Mulheres do DP desde Janeiro, é conhecida por ser uma das duas estudantes universitárias apelidadas de Team Flame, que ajudou a levar ao público pela primeira vez o caso criminal “Nth room” em 2019.

Jovem ativista é nomeada vice-presidente interina do Partido de Oposição na Coreia

As salas de chat “Nth room” no aplicativo do Telegram foram utilizadas para explorar sexualmente e chantagear mulheres, inclusive menores de idade. Essa situação resultou em grandes protestos públicos e na criação da lei de prevenção da Nth room, para erradicar conteúdos filmados ilegalmente.

A liderança do DP, incluindo o Presidente Song Young-gil, demitiu-se após o candidato presidencial da DP, Lee Jae-myung, ter perdido por pouco para o Partido People Power (PPP), do Yoon Suk-yeol, nas eleições presidenciais.

O DP disse que funcionará sob um comitê de direção emergencial, liderado pelo líder do partido Yun Ho-jung. Planeja-se eleger um novo líder do partido até 25 de Março. Park junta-se a Yun como vice-presidente interina do DP.

Com objetivo de realizar as metas de reforma do partido, Yun afirmou em conferência de imprensa no domingo que Park “lutou contra a ilegalidade e a injustiça, apesar de todo o tipo de ameaças“.

Ele continuou, “A sua determinação e vontade em representar os jovens é um algo precioso e um valor muito necessário para Partido Democrata“, acrescentando que ela supervisionará as medidas contra os crimes sexuais e a política sobre as mulheres, jovens e as pessoas de classes sociais mais baixas.

O PD recrutou Park Ji-hyun no final de Janeiro para servir na equipe de campanha de Lee, quem revelou a identidade dela ao público pela primeira vez. Ela também foi encarregada de erradicar os crimes sexuais digitais.

Yun disse que o comité de emergência “tem pesadas responsabilidades, incluindo mudanças fundamentais no partido, cumprimento das promessas feitas com o povo e preparação para as eleições locais“.

A ativista acrescentou que metade dos membros do comitê de emergência recentemente nomeados são pessoas na casa dos 20 e 30 anos, uma vez que o PD parece estar a tentar rejuvenescer a sua imagem e atrair mais jovens eleitores.

As nomeações são feitas antes das eleições gerais de Junho.

Apesar da perda do antigo Governador de Gyeonggi, as pesquisas publicadas após as eleições de 9 de Março mostraram que um grande número de jovens mulheres, na casa dos 20 e 30 anos, afirmam que preferem o candidato do DP. Segundo elas, as políticas do PPP são um retrocesso, que tentam apelar à população jovem masculina. O PPP afirmou na sua campanha que iria abolir o Ministério da Igualdade de Gênero e Família, entre outras políticas que visam apelar aos homens na faixa dos 20 e 30 anos de idade desligados do feminismo. A medida parece ter alienado as jovens eleitoras.

Uma pesquisa realizada na quarta-feira pelas três principais emissoras da região, mostrou que 58% das eleitoras na casa dos 20 anos votaram em Lee, enquanto 33,8% votaram em Yoon. Em contraste, 58,7% dos eleitores masculinos da mesma faixa etária votaram em Yoon, em comparação com 36,3% em Lee.

O PD afirmou ter visto a um aumento contínuo de membros do sexo feminino, na casa dos 20 e 30 anos, após as eleições.

Na quinta-feira, Lee rapidamente aceitou a sua derrota eleitoral e também desejou sucesso ao novo presidente Yoon. Também disse que aceitará toda a responsabilidade pela eleição, onde perdeu por 0,73 pontos percentuais contra Yoon.

Jovem ativista é nomeada vice-presidente interina do Partido de Oposição na Coreia
Yoon Suk-yeol (à direita) partido People Power Party (PPP) assiste ao jogo de abertura de League of Legends Champions Korea 2022 Spring Season, com o presidente do partido PD, Lee Jun-seok, em Seul, a 12 de Janeiro. (Yonhap)

Lamento por não ter correspondido às expectativas“, escreveu ele num post no Facebook na sexta-feira. “Vamos caminhar juntos na estrada em direção a uma mudança melhor“.

Alguns interpretaram as observações como uma deixa à possibilidade de Lee se candidatar novamente ao cargo no futuro. O seu rápido e gracioso reconhecimento da derrota levou os analistas a preverem que ele poderá tentar outra vez nas próximas eleições presidenciais, uma vez que ele ainda tem apenas 57 anos de idade.

O PD disse que planeja recomeçar com uma atitude humilde e que continuará a pressionar para que as reformas políticas prometidas durante as eleições aconteçam.

Disclaimer

As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.