O Ministério da Justiça planeja revisar a lei para permitir que pessoas solteiras possam adotar crianças legalmente, considerando que ficar solteiro está se tornando uma tendência na Coreia.

Recentemente, o Ministério concordou em alterar o Código Civil para que pessoas que não sejam casadas possam adotar crianças, desde que atendam à alguns pré-requisitos.

Na lei em vigor, apenas casais podem adotar legalmente crianças, desde que haja consentimento de ambos os conjuges.

Segundo o Ministério, a decisão levou em consideração que há muitas pessoas solteiras que podem criar uma criança da mesma forma que pessoas casadas.

Além disso, mesmo após a adoção, pessoas casadas podem eventualmente ficar solteiras novamente devido a divórcio ou morte de um dos cônjuges.

A ministério informou a necessidade de uma triagem rigorosa para verificar a referência dos futuros pais adotivos.

Estamos trabalhando para retirar da lei, “determinando que uma adoção só pode ser feito por casal, legalmente casado“, disse Choung Jae-min, conselheiro legal do ministério da justiça.

Ministério Da Justiça Pretende Mudar Lei Para Que Solteiros Possam Adotar Crianças
Choung jae-min,
conselheiro do ministério da justiça. Fonte: the korea bizwire

De acordo com o censo 2020 da Coreia, a cada 10 famílias, 3 são composta por apenas um membro.

Nessa pesquisa, solteiros representaram a maior proporção, com 31,7%, um aumento de 1.5% em relação ao ano de 2019. Esse valor mais do que dobrou em relação ao ano de 2005, quando a porcentagem era de apenas 15.5%.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.