GOYANG, Coreia do Sul, 27 de abril – O presidente sul-coreano Moon Jae-in e o líder norte-coreano Kim Jong-un iniciaram sua histórica reunião na sexta-feira (quinta feira à noite no Brasil) com um aperto de mão na fronteira fortificada entre os dois países.

Moon foi o primeiro a chegar à fronteira na Área de Segurança Conjunta de Panmunjom dentro da Zona Desmilitarizada (DMZ). Kim chegou mais tarde, pouco depois de aparecer no lado norte-coreano de Panmunjom.

Os líderes apertaram as mãos enquanto ainda estavam de pé do lado da fronteira, marcados por uma linha de concreto demarcada. Então, provavelmente para surpresa de muitos, Kim convidou Moon para cruzar a fronteira inter-coreana para o lado norte-coreano. O líder sul-coreano aceitou o convite com um largo sorriso, cruzando brevemente a fronteira com Kim antes de ambos retornarem ao lado sul-coreano.

A imagem captada de uma transmissão televisiva mostra o presidente sul-coreano Moon Jae-in (à direita) e o líder norte-coreano Kim Jong-un apertando as mãos após atravessar a fronteira inter-coreana na Área de Segurança Conjunta da Panmunjom, onde se encontraram em 27 de abril , 2018, para a terceira reunião inter-coreana. Foto: Yonhap
A imagem captada de uma transmissão televisiva mostra o presidente sul-coreano Moon Jae-in (à direita) e o líder norte-coreano Kim Jong-un apertando as mãos após atravessar a fronteira inter-coreana na Área de Segurança Conjunta da Panmunjom, onde se encontraram em 27 de abril , 2018, para a terceira reunião inter-coreana. Foto: Yonhap

Ao cruzar a fronteira, Kim Jong-un se tornou o primeiro líder norte-coreano a pisar em solo sul-coreano desde o final da Guerra da Coreia de 1950-53. A reunião inter-coreana, a terceira do seu tipo na história, é a primeira a ser realizada na Coreia do Sul.
Os líderes caminharam juntos até um local onde inspecionaram uma guarda de honra militar sul-coreana, um protocolo diplomático frequentemente oferecido a líderes estrangeiros fazendo uma visita de Estado”, disse o escritório presidencial de Moon, Cheong Wa Dae, anteriormente.

O Líder Norte Coreano, assina o livro de visitantes da DMZ. Foto: Korea Herald
O Líder Norte Coreano, assina o livro de visitantes da DMZ. Foto: Korea Herald

Kim novamente surpreendeu à muitos assistindo ao evento histórico na televisão ao vivo, fazendo o que parecia ser uma sugestão improvisada para uma foto de grupo com Moon e todos os delegados acompanhantes, incluindo o chefe de estado do Norte Kim Yong-nam e oito outras autoridades norte-coreanas.

Kim assinou o diário de visitantes na Casa da Paz, o local da terceira reunião inter-coreana no lado sul-coreano da densamente fortificada DMZ. As conversas oficiais entre Moon e Kim começaram às 10:30 da manhã, 22h30 da quinta feira no Brasil.

Kim Jong-um declarou em seu primeiro discurso: “Esta curta viagem, para cruzar a fronteira, nos levou 11 anos. Vamos tentar nos encontrar mais vezes agora, para compensar os 11 anos perdidos”. Foto: Korea Herald
Kim Jong-um declarou em seu primeiro discurso: “Esta curta viagem, para cruzar a fronteira, nos levou 11 anos. Vamos tentar nos encontrar mais vezes agora, para compensar os 11 anos perdidos”. Foto: Korea Herald

Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.