Sobre Nós

O Koreapost nasceu do desejo de uma coreana em aproximar o Brasil dos coreanos e permanece, na vontade de uma brasileira em aproximar a Coreia dos brasileiros.

Carol Lee (Fundadora)

Carol nasceu na Coreia do Sul e veio para o Brasil aos 4 anos de idade. Em 2013 ela criou um blog pessoal, ao qual deu o nome de Koreapost com o intuito de aproximar a comunidade coreana, principalmente de São Paulo, dos brasileiros – “Eu vi crescer nos brasileiros uma vontade enorme de conhecer mais da cultura coreana e vi a comunidade coreana começar a se sentir valorizada por este interesse dos brasileiros. O blog foi a minha ponte para unir estas pessoas”.

Em 2016, com a ajuda da Simone e do Sergio, transformou o Blog em um Portal e viu seu desejo se materializando em grande escala. Em 2018, decidiu voltar para a Coreia e consequentemente desligar-se do Koreapost para investir na carreira de Youtuber e na indústria do entretenimento.

Simone Ribas Sparsbrod (Proprietária / Editora Chefe)

Desde 2013, Simone acompanha a filha Eduarda, hoje com 20 anos e estudante universitária na Coreia do Sul, no interesse pelo país. Chegou a ser tradutora voluntária em outro portal, dedicado à música coreana. Num evento da comunidade do Bom Retiro conheceu Carol e decidiram tornar o Koreapost um veículo de informação e disseminação da cultura coreana para os brasileiros – “Nossa intenção é publicar notícias e editoriais que mostrem toda as facetas da Coreia – história, cultura, entretenimento, tecnologia, educação, bem como a realidade do cotidiano do país para que os brasileiros que decidam ir para lá, o façam com consciência”. Desde 2018, Simone é a Editora Chefe e de Conteúdo do Koreapost.

Hoje em dia, o Koreapost é formado voluntários espalhados pelo Brasil inteiro e até na Coreia, num esforço conjunto para um mesmo propósito – “Nós escolhemos as matérias dos grandes veículos de comunicação da Coreia que também tenham versões em inglês e as traduzimos para o púbico brasileiro. Temos também alguns voluntários que já viveram na Coreia ou que simplesmente são amantes da cultura coreana e que escrevem colunas autorais”.