Em breve, os robôs poderão sentir o toque dos humanos.

Uma equipe de cientistas coreanos desenvolveu um sensor  altamente flexível e extensível que pode eventualmente ser aplicado a robôs como um tipo de pele para facilitar a detecção tátil.

Enquanto as habilidades dos robôs para ver e ouvir quase se aproximam do nível dos humanos, o toque permanece um obstáculo difícil. A maioria dos robôs ainda consegue a detecção tátil através de meios motorizados, que podem ser volumosos e rígidos. Para aplicar uma pele semelhante à dos seres humanos em robôs, faz-se necessária uma tecnologia avançada.

Cinco cientistas do Instituto Coreano de Ciência e Tecnologia desenvolveram um material nano-composto macio, com um nanotubo de carbono multi-paredado e elastômero de silicone, que pode detectar a força de contato e a localização. O material é de plástico e pode ser moldado em várias formas tridimensionais, cobrindo uma grande área.

O sensor proposto tem um grande potencial para ser usado como uma interface macia de homem para máquina“, escreveu o Prof. Park In-Kyu em um artigo publicado no Scientific Reports, uma revista de acesso aberto, da Nature, em 25 de janeiro.

Os cientistas usaram um método chamado de tomografia de impedância elétrica anisotrópica para calcular a distribuição de resistividade multidimensional dentro do sensor. Isso ajuda a pele a identificar com precisão onde e quão forte uma força está sendo aplicada à superfície.

O artigo demonstrou como o material macio nano-composto de pele pode ser injetado em um molde plástico de impressão 3D. A pele é forte o suficiente para suportar um choque externo como de um martelo. Mesmo se parte do sensor for destruída, pode ser reutilizável quando reabastecido com um nanotubo de carbono muti-paredado endurecido.

O estudo recebeu apoio financeiro do Ministério da Ciência, TIC e Future Planing.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.