Quatro aeronaves leves de combate FA-50 sobrevoam área urbana

02A Coreia do Sul emergiu como a exportadora de armas que mais cresce no mundo, superando amplamente o crescimento de outros grandes concorrentes do mercado nos últimos anos.

De acordo com um relatório recente do Export-Import Bank of Korea, as exportações de armas do país atingiram um recorde de mais de 7 bilhões de dólares no ano passado. Suas exportações durante o período 2017-21 foram 177% maiores do que no período 2012-16 – de longe o maior crescimento entre os 20 maiores exportadores, seguidos pela Austrália (98%) e França (59%).

A participação da Coreia do Sul nas exportações globais de armas quase triplicou de 1% para 2,8%. É agora o oitavo maior exportador de armas do mundo e o segundo da Ásia (depois da China) – um rápido aumento da 31ª posição na lista do banco de dados de transferência de armas do SIPRI em 2000.

Coreia cresce no cenário internacional como exportadora bélica
Sistema de mísseis terra-ar de médio alcance Cheongung-II / Cortesia da Administração do Programa de Aquisição de Defesa. Fonte: The Korea Times

“As exportações de navios de guerra cresceram 1.660% (durante o período de 2017-21 em comparação com 2012-16), o que liderou a tendência”, diz o relatório. “Estima-se que as exportações de armas continuem a crescer. Espera-se que o número chegue a US$ 10 bilhões em 2022.”

As Filipinas e a Indonésia são os dois maiores compradores de armas sul-coreanas, respondendo por 16% e 14% de suas vendas, respectivamente. Embora a região asiática continue sendo um mercado importante, o país está expandindo sua presença global com seu equipamento militar recém-desenvolvido.

Em janeiro, a Coreia do Sul assinou um acordo com os Emirados Árabes Unidos para exportar seus mísseis terra-ar de médio alcance Cheongung-II, desenvolvidos pela Agência para o Desenvolvimento da Defesa (ADD), em seu maior acordo de exportação de armas de todos os tempos.

No mês seguinte, a empresa coreana Hanwha Defense assinou um contrato para vender obuses (howitzer, do Inglês, armas de longo alcançe) autopropulsados ​​K9 para o Egito no valor de mais de 2 trilhões de won (US $ 1,65 bilhão).

Outro grande negócio parece estar sendo feito na Europa. A Polônia, membro da Otan na fronteira com a Ucrânia, devastada pela guerra, deve assinar um contrato com a Coreia do Sul na próxima semana para comprar seus tanques, obuses e caças, disse o Ministro da Defesa polonês Mariusz Blaszczak.

O acordo inclui 48 aeronaves de combate leve FA-50 desenvolvidas pela Korea Aerospace Industries (KAI) com a Lockheed Martin, 180 tanques K2 Black Panther desenvolvidos pela ADD e alguns obuses K9, disse Blaszczak à mídia local.

Coreia cresce no cenário internacional como exportadora bélica
O obus autopropulsado K9 / Cortesia de Hanwha Defense. Fonte: The Korea Times

O FA-50 é uma variante do jato de treinamento supersônico T-50 da KAI. O presidente da KAI, Ahn Hyun-ho, disse a repórteres no Farnborough International Airshow na Grã-Bretanha na semana passada que pretende exportar 1.000 FA-50 nos próximos 10 anos, inclusive para os Estados Unidos.

A Coreia do Sul também está tentando vender seu jato de combate KF-21 de ponta para países do Sudeste Asiático e de outras regiões de globo, depois que o protótipo do jato realizou com sucesso seu primeiro voo de teste em 19 de julho. Caças F-4 e F-5 com o jato de ponta reforçam seu poder aéreo para combater as crescentes ameaças militares da Coréia do Norte.

Com muitos países alocando mais dinheiro para sua defesa em resposta à invasão da Ucrânia pela Rússia, o relatório diz que o mercado deve continuar crescendo nos próximos anos.

“Espera-se que os acordos comerciais na indústria de defesa melhorem a confiança diplomática entre os países envolvidos e afetem positivamente o comércio de outras indústrias”, diz o relatório. “A criação de uma organização unificada para apoiar as exportações seria útil para melhorar a eficiência.”

Disclaimer

As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.