Fonte: Ministério da Ciência e TICs.

A Coreia do Sul lançou um satélite de observação de médio porte, o mais recente esforço do país para impulsionar sua indústria espacial e desenvolver suas próprias tecnologias. O satélite de 540 quilos, carregado no Soyuz 2.1a da Rússia, decolou do Cosmódromo de Baikonur no Cazaquistão e entrou em contato com a Estação de Satélite Svalbard na Noruega após atingir sua órbita alvo, de acordo com o Ministério da Ciência e o ICT.

Equipado com um sistema de sensor de imagem desenvolvido por pesquisadores sul-coreanos, o satélite realizará sua missão de observação de quatro anos a 497,8 quilômetros acima da superfície da Terra. Ele está programado para fornecer vídeos de observação precisa da Terra a partir de outubro, após um período experimental de seis meses.

O lançamento planejado ocorreu pois a Coreia do Sul, relativamente atrasada na corrida de desenvolvimento espacial global, busca adquirir tecnologia espacial desenvolvida internamente e impulsionar setores relacionados. O governo investiu um total de 158 bilhões de won (US $ 139 milhões) em projetos de satélite desde 2015, com desenvolvimento liderado pelo Instituto de Pesquisa Aeroespacial da Coreia (KARI).

O Ministério da Ciência afirmou que a maioria dos componentes principais da carga óptica do satélite foi desenvolvida por institutos de pesquisa e empresas sul-coreanas, incluindo o Instituto de Pesquisa de Padrões e Ciência da Coreia e a empresa de TI em defesa Hanwha Systems Co. O país ainda pretende lançar um satélite de médio porte com seu próprio foguete, usando tecnologia local, no segundo semestre de 2023.

Coreia Do Sul Lançou Satélite De Observação De Alta Tecnologia À Orbita Terrestre
O foguete nuri. Foto: wikipedia

A Coreia lançará seu primeiro foguete desenvolvido localmente, o Nuri, com carga útil simulada em outubro, para o qual o país reservou quase 2 trilhões de won desde 2010. O Nuri sucederá o foguete Naro, lançado em 2013, cujo motor de primeiro estágio foi construído pela Rússia.

Coreia Do Sul Lançou Satélite De Observação De Alta Tecnologia À Orbita Terrestre
O primeiro foguete coreano, também chamado de naro, foi lançado em órbita do centro espacial da coréia do sul em 30 de janeiro de 2013, transportando com sucesso um satélite científico para a órbita. Ele marcou o terceiro lançamento de um foguete kslv-1 na coreia do sul e o primeiro vôo bem-sucedido do propulsor. Foto: instituto de pesquisa aeroespacial da coreia.

Para manter seu ímpeto de desenvolvimento, o país ainda planeja também outro lançamento de satélite de médio porte no próximo ano, com a Korea Aerospace Industries Ltd. liderando seu projeto para a produção. No final do ano passado, a Coreia do Sul tinha 17 satélites operacionais, em comparação com os Estados Unidos com 1.897, a China com 412 e a Rússia com 176, de acordo com a Union of Concerned Scientists, uma organização sem fins lucrativos com sede nos EUA.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.