Lee Kyung-hee, diretora sênior da Oracle Korea, é citada como uma profissional de primeira geração do setor de TI no país.

Lee, que atualmente dirige o Tech Cloud Customer Success, ingressou na unidade coreana da empresa de tecnologia da computação com sede na Califórnia em 1993 e, desde então, ocupou cargos importantes, como diretora regional sênior e diretora de consultoria de vendas.

Lee Kyung-hee, diretora sênior da Oracle Korea / Cortesia da Oracle Korea

Sua conquista é considerada notável, uma vez que as mulheres em cargos deste nível ou mesmo em outros, ainda representam uma pequena porcentagem da indústria doméstica de TI.

De acordo com o Software Policy and Research Institute, a proporção de mulheres no setor de TI foi de 21,6% em 2018.

É lamentável que as mulheres ainda representem menos de 30% do setor. Também houve limites para as posições que elas poderiam assumir“, disse Lee em entrevista ao The Korea Times. “Isso mostra que a Coreia ainda tem um longo caminho a percorrer. Acho que muitas mudanças devem ser feitas em todas as áreas, incluindo o governo, empresas, universidades e nas próprias mulheres“.

Como uma mulher que foi forçada a fazer malabarismos entre trabalho e creche devido à falta de apoio e instalações acessíveis, Lee, que tem dois filhos, também lutou ao longo de sua carreira.

Os sistemas de assistência social relacionados aos cuidados infantis eram ainda mais pobres no passado, e minhas funções envolviam uma quantidade considerável de viagens de negócios. Eu tinha que fazer tudo sozinha“, disse ela.

Para provar que era capaz de realizar as tarefas necessárias no mesmo nível que os funcionários do sexo masculino, às vezes levava os filhos ao escritório quando todos saíam para concluir um trabalho a tempo.

Além disso, muitas vezes eu voltava ao escritório tarde da noite depois de colocar as crianças na cama e trabalhava a noite toda“, disse ela. “Acho que as mulheres devem criar oportunidades por conta própria, se não receberem nenhuma. No meu caso, estudei muito para me desenvolver lendo muitos livros e participando de programas de orientação“.

Em uma tentativa de ajudar as funcionárias a mostrar melhor suas habilidades e promover a liderança, Lee liderou a Oracle Women’s Leadership, lançada em 2012, promovendo o compartilhamento de informações e a construção de redes.

Para sobreviver no setor de TI, as mulheres devem lidar ativamente com o ambiente em rápida mudança e ter a mente aberta“, disse ela. “Eu também quero pedir que elas não desistam, embora tenham tantos momentos críticos, pois o sucesso chegará.”


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.