A Hyundai Motor desenvolverá uma plataforma de mobilidade marítima movida a água do mar até 2023 para substituir navios a diesel de pequeno e médio porte que poluem o mar. O projeto foi relatado diretamente ao presidente da Hyundai Motor, Chung Euisun.

De acordo com fontes da indústria, a montadora está desenvolvendo um iate de 15 a 20 metros de comprimento alimentado por células de combustível de hidrogênio da empresa. O iate trimarã tem três cascos, cada um com equipamentos para quebrar a água do mar em hidrogênio. Em seguida, células de combustível de hidrogênio montadas dentro dos cascos usarão o hidrogênio extraído para alimentar as hélices. Painéis solares instalados na vela e duas turbinas eólicas verticais montadas na plataforma gerarão eletricidade limpa para quebrar a água do mar em hidrogênio. O preço por unidade é de 4,5 bilhões de won (US$ 3,7 milhões).

“O projeto é liderado por Ha Hak-soo, diretor de design da Hyundai Motor, e foi informado a Chung Euisun”, disse um alto funcionário da indústria ao The Korea Herald.

“Dependendo do que você coloca em cima da plataforma, ela pode se tornar um navio de carga, navio de passageiros ou navio de descarte de resíduos. Por meio do projeto, a Hyundai Motor visa a padronização de navios de hidrogênio de pequeno e médio porte.”

Ha Hak-soo, que projetou a nova plataforma de mobilidade marítima, é o designer por trás do e-Bogie, um drone de reboque lançado em setembro passado. Alimentado por células de combustível de hidrogênio, o semirreboque totalmente autônomo pode trabalhar em pares para transportar contêineres. Cada bogie pode percorrer 1.000 quilômetros com uma única carga. A plataforma de mobilidade marítima é o seguimento do e-Bogie.

Kim Pil-soo, professor de engenharia automotiva da Daelim University, disse que a comercialização da plataforma da montadora depende de seu preço.

“Na Coreia do Sul, existem milhares de navios a diesel com mais de 20 a 30 anos. Eles estão além do reparo e estão poluindo o meio ambiente. Há uma demanda para substituí-los, mas resta ver quão barato a Hyundai Motor pode produzir a nova plataforma”, disse Kim.

“Os veículos elétricos estão liderando a tendência, e os veículos a hidrogênio Nexo da Hyundai Motor não são lucrativos devido aos custos de instalação da infraestrutura necessária. Portanto, a direção da montadora de mirar nos navios de hidrogênio está correta.”

Os navios a hidrogênio ainda não foram comercializados, não apenas pela falta de viabilidade econômica, mas também por desafios tecnológicos. Navios de hidrogênio enfrentam resistência do ar centenas de vezes maior que os EVs. Para alimentar esse tipo de navio, células de combustível de hidrogênio e baterias de capacidades muito maiores precisam ser instaladas. No entanto, isso cria um campo magnético maior, o que pode causar mau funcionamento em componentes como sensores e chips.

Disclaimer

As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.