Você pode não estar familiarizado com o termo inteligência artificial (IA), mas na prática, já está utilizando a algum tempo, seja nos caixas de fast food e banco, ou mesmo em pedágios. Agora, essa tecnologia está em busca de influenciadores digitais.

Uma nova onda de personagens digitais estão surgindo e ganhando destaque no mundo do marketing. E em alguns casos, estão fechando negócios milionários.

As mídias sociais, como o Instagram, Youtube e outras plataformas populares são os principais locais de atuação desses influenciadores virtuais.

São lá que eles constroem narrativas e identidades pessoais, documentando suas “vidas”, como ir aos restaurantes, cafeterias, galerias de artes e pontos turísticos. Com isso, eles rapidamente conseguem seguidores massivos.

Uma nova onda de estrelas das mídias sociais

A brasileira Miquela Souza, conhecida como Lil Miquela, é uma dessas famosas influenciadoras virtuais do momento.

Ela é um avatar computadorizado e já fez promoções para a Calvin Klein, Prada e outras marcas de moda.

Inteligência Virtual Humana: Nova Onda De Influenciadores
Miquela souza, uma das influenciadoras digitais que fez promoções para a clavin klein e prada. Fonte: exame

Rae, de Singapura, é outra estrela virtual criada por meio de imagens geradas por computador e alimentada por inteligência artificial.

Ela também colaborou com uma marca popular chamada SBTG e para a Audi na estreia online do novo Audi A3.

Inteligência Virtual Humana: Nova Onda De Influenciadores
A influenciadora digital rae, na campanha do audi a3. Fonte: here is rae

Recentemente ela atraiu os olhares na divulgação de um Token Não Fungível (NFT) à venda no Mintable, um marketplace de NFT.

A Coreia também não fica atrás e tem suas estrelas virtuais.

Em junho, a seguradora Shinhan Life Insurance estreou um comercial de TV, apresentando uma personagem  jovem e alegre chamada Rozy.

Inteligência Virtual Humana: Nova Onda De Influenciadores
Rozy no comercial da empresa shinhan life insurance. Fonte: branding in asia magazine

A personagem Rozy foi descoberta pela agência Sidus Studio X e o comercial com ela já atraiu mais de 1,5 milhões de visualizações no Youtube.

Em sua conta do Instagram há mais de 30 mil seguidores. Nas suas fotos em populares locais do país, os seguidores deixam comentários e Rozy responde à eles com emojis.

Depois de ter uma recepção positiva do público, a seguradora Shinhan Life Insurance disse que vai aumentar as parcerias com a Rozy até o ano que vem.

Rui é outra personagem humana virtual desenvolvida por uma empresa local, mas ela é diferente, pois não tem aparência de boneca.

Tudo, inclusive seu rosto é baseado em um ser humano de verdade. Seu rosto é digitalmente renderizado usando uma tecnologia deepfake. 

Inteligência Virtual Humana: Nova Onda De Influenciadores
Rui, que parece um ser humano por meio de tecnologia deepfake. Fonte: dispatch

Rui, que é muito ativa no Youtube, mostra inúmeros vídeos na sua conta chamada de RuiCovery, mostrando seu dia a dia e cantando, incluindo o cover do BTS “Dynamite“.

O plano do estúdio é lançar um serviço que permitirá às pessoas usar seus próprios rostos renderizados nos vídeos que elas criarem. A empresa disse que pretende lançar esse serviço em julho de 2022.

Já faz um tempo que as empresas de tecnologia coreanas prestam atenção nessa mistura de metaverso, inteligência artificial e mídia social.

Na última feira de tecnologia CES, em Las Vegas, a Samsung Electronics revelou a plataforma digital inteligente “Neon“, apresentando avatares de diferentes etnias.

Inteligência Virtual Humana: Nova Onda De Influenciadores
Apresentação dos avatares criados pela samsung na última feira de tecnologia. Fonte: the verge

A rival LG também lançou no começo desse ano, uma humana artificial chamada Reah Keem.

Inteligência Virtual Humana: Nova Onda De Influenciadores
A criação da lg, reah keem no ces 2021. Fonte: first

O CEO da empresa de games NCSoft, Kim Teak-jin, prevê que no futuro, os atores digitais irão estar em filmes, dramas e em grupos de idols.

De acordo com o relatório da Business Insider Intelligence, para 2022, as marcas esperam gastar anualmente em torno de 15 bilhões em marketing de influenciadores sendo que grande parte desse valor será investido em celebridades virtuais.

Embora há casos de sucesso usando influenciadores virtuais, ainda há incertezas em quanto tempo os veremos fora dos comerciais e do marketing de influenciadores.

Desde a revelação da Neon, a Samsung Eletronics não forneceu mais atualizações das aplicações no mundo real, apesar do anúncio de que planeja desenvolver serviços usando plataformas com empresas parceiras, como a CJ OliveNetworks.

A LG Electronics também não forneceu planos para as atividades futuras de Reah. E a  Reah ainda não foi incluída em nenhum projeto de negócios desde a CES 2021.

Mesmo tendo mais de 12 milhões de seguidores e ter vários posts mostrando seu interesse em modelar e cantar, desde março que Reah parou abruptamente de postar em sua página do Instagram.

Perguntada sobre a ausência da Reah, a LG Electronics disse que ainda não foi decidido como que a empresa irá usá-la, completando que eles estão abertos a todas as possibilidades.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.