O Governo Metropolitano de Seul anunciou planos para instalar pequenos painéis solares em um milhão de residências até 2022.

Atualmente, cerca de 30,000 residências em Seul são equipadas com mini painéis solares, mas o plano estratégico de Seul verá o número crescer, permitindo que uma em cada três casas da cidade gere energia solar.

O anúncio vem sem surpresa para aqueles que seguem de perto o Prefeito Park Won-soon, que tornou público em muitas ocasiões a sua intenção de aumentar a produção de energia renovável dentro da cidade e acabar com as usinas nucleares desde que se tornou prefeito em 2012.

Imagem: Governo Metropolitano De Seul
Imagem: governo metropolitano de seul

De acordo com o novo plano, as residências da capital sul coreana sozinhas poderiam gerar um gigawatt (GW) de eletricidade, o equivalente à produção média de energia de uma usina de energia nuclear.

No centro do plano estratégico da cidade, os níveis de produção de energia renovável doméstica estão aumentando.

Para alcançar isso, o Governo Metropolitano de Seul irá encorajar 630,000 apartamentos residenciais a instalar mini painéis solares, tornando obrigatório para todos os novos apartamentos construídos pela Corporação de Habitação e Comunidades de Seul (SH Corporation).

O mesmo plano se estenderá aos edifícios residenciais construídos por empresas de construção privada no futuro, com o governo de Seul cobrindo 70% da conta, bem como apoio adicional de escritórios distritais locais.

Juntamente com os prédios residenciais, as casas também receberão até 1.5 milhão de won do programa de apoio à energia solar de Seul.

Além disso, alguns pontos turísticos ganharão designs especiais e renovados com energia solar para aumentar a conscientização e familiarizar o público com a energia renovável.

Bancos, paradas de ônibus e luzes de rua da praça Gwanghwamun serão abastecidos por energia solar, enquanto um parque temático de energia solar, constituído de árvores e pontes solares será construído no World Cup Park.

Painéis solares também serão instalados na ponte Gwangjin, similares aos da ponte de energia solar que atravessa o rio Tâmisa em Londres.

O governo de Seul deverá investir 15 bilhões de won nos próximos cinco anos em projetos de pesquisa e desenvolvimento de tecnologia de energia solar e também criará fundos de capital de risco para empresas de energia solar.

A iniciativa de Seul prevê que a dependência de energia solar cresça de 0,3% para 3% em 2022, reduzindo as emissões dos gases de efeito estufa em 540,000 toneladas.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.