Bom gente, mais uma vez vindo falar sobre Mers. Essa semana as coisas foram muito complicadas aqui, domingo fui na academia da faculdade, e quando estava voltando ao dormitório, senti uma movimentação esquisita, vi uns homens no nosso prédio (homens são proibidos de entrar nos prédios de dormitórios femininos, e mulheres proibidas de entrar nos prédios de dormitórios masculinos) então já me liguei que alguma coisa estava acontecendo. Então, fui pro meu andar (quinto andar) e minha amiga Nisa, disse que viu uma foto estranha no facebook de uma amiga nossa do Vietnã que mora aqui, quando eu vi a foto levei o maior susto… essas fotos:MersMédicos e professores no terceiro andar, com equipamentos médicos e de esterilização. Todo mundo queria saber o que estava acontecendo, mas ninguém sabia… isso já eram 22 horas. Quando deu 23 horas (“toque de recolher” = ninguém pode sair dos dormitórios nesse horário, porque passa uma coreana com uma listinha anotando quem está realmente nos quartos, das 22:55 até 23:10), então quando ela passou ela pediu pra deixar as portas e janelas abertas… Sem entender nada, fui espiar pela porta, ver se tinha alguma coisa no corredor… e minha surpresa foi, ver que em todas as portas haviam estudantes também olhando pro corredor pra ver se havia alguma notícia e nada.Diario Da Gigi 2E claro que imaginávamos que fosse alguma coisa relacionada com o Vírus Mers. Mas, estávamos esperando por notícias e então ouvimos sirenes de ambulância e polícia, aí pronto!!! Uma das minhas amigas (que moram comigo), começou a entrar em pânico e a outra a chorar, eu não sabia o que fazer. Como já falei, as duas são mais novas, uma delas tem 16 anos, e me chama de “mãe” às vezes, porque sempre que ela ou a outra ficam doente sou eu quem cuida delas. Até dos horários que tem que tomar o remédio, o que comer… enfim. Vocês sabem? As pessoas mais velhas aqui na Coréia são mais respeitadas e tem maiores responsabilidades, porque as pessoas se apegam a elas), eu estava meio desesperada também, queria sair correndo daqui. Mas, minha amiga de 16 anos pegou na minha mão, e sentou no corredor (em frente a porta do quarto), chorando e disse: onnie (irmão mais velha em coreano) to morrendo de medo, mas vai ficar tudo bem ne?Mers ENTREI EM DESESPERO de ver ela daquele jeito, respirei e falei: Claro que vai ficar tudo bem!!! Tudo acontece por alguma razão, e as razões são de Deus. Então, não se preocupe que vamos ficar bem. (Se eu realmente acreditava que ia ficar tudo bem??? não sei, eu também estava assustada, mas eu só tinha isso, Fé pra acreditar que tudo poderia ficar bem). Uns 20 minutos depois veio a notícia, uma aluna tinha viajado pra Seul (onde há o maior número de infectados) e voltou doente de lá, então vieram buscar ela pra levar pro hospital, e como a suspeita era grande vieram limpar o dormitório dela. Estávamos extremamente cansadas, mas não conseguimos dormir.
Segunda feira chegou, eu e minha amiga saímos pra comprar mais máscaras, (porque a gente usa descartáveis) antes da aula, andamos pelo menos 1 hora tentando encontrar e nada, por fim achamos num mercadinho.Mers 3Quando chegamos na sala, (preocupadas porque estávamos atrasadas) a professora não estava, nossos amigos falaram que ela havia saído fazia 15 minutos, e esperamos mais uns 20 minutos até que ela retornou e então deu a notícias. A aluna que estava doente, havia feito todos os exames e não foi confirmado que estava com o vírus, era apenas uma suspeita. Ficamos aliviados, mas mesmo assim, preocupadíssimos. No horário de almoço continuou a mesma coisa, quem não lavasse as mãos não entrava, e mediam a temperatura de todos os alunos da porta de entrada, porque febre é um dos sintomas. De volta na sala de aula, ninguém… havia um recado pra irmos pro auditório no quinto andar. Chegando lá recebemos mais máscaras, usamos álcool em gel, na mãos e entramos.Mers 5 Lá estava nosso diretor, professores e a médica responsável pelos alunos. Tivemos uma palestra de como se prevenir, como evitar que a situação fique mais grave, recebemos dicas e o diretor esclareceu direitinho a situação da aluna. Terça feira, (imaginei que a faculdade inteira estaria de máscara) mas não, devo ter visto no máximo 10 pessoas de máscaras, dentre elas, eu e minhas amigas. Não sei, mas parece que nós estrangeiros, nos preocupamos mais que os próprios coreanos. No final da aula, voltamos para o dormitório. E comecei a ouvir uns barulhos (que eu imaginava ser de aviões, porque minha faculdade é famosa por cursos de Aviação e a gente ouve barulho de avião o tempo todo), mas o barulho não parava e começou a ficar intenso e parecia muito perto, e resolvi abrir a janela para olhar, o barulho não era de avião e sim de um caminhão (que eu não sei o nome hahaha), espalhando um produto pela faculdade, só via a fumaça se espalhando. Corri pra filmar, e claro, o vídeo ficou um desastre, mas foi o máximo que eu consegui, se eu tentasse descer pra filmar melhor não ia dar tempo, então filmei pela janela mesmo.

(Estavam espalhando algum produto pra “purificar” o ar da faculdade). Prevenção Mers! Assustador.

As coisas em Seul estão cada dia mais assustadoras, rapidamente os números aumentaram… 11 mortes confirmadas, 126 pessoas infectadas e 3.680 pessoas isoladas em quarentena com suspeita. Ontem, soube que a mãe de um amigo meu está no hospital com suspeita também, orem pra que não seja confirmado, porque se for confirmado não só ela, mas a família e inclusive meu amigo correm risco e tem que ficar de quarentena, coisa mais triste ver um amigo nessas condições.

Autora: Gisene Torres


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.

6 COMENTÁRIOS

  1. Ainn que susto eim?
    Estamos aqui orando pra que isso logo acabe, nossos amados coreanos e todos que moram por aí correndo risco de vida. Dói muito no coração saber de notícias assim.Mas Deus é maior, vai ficar tudo bem! Bjux Gi!

  2. Estou começando a ficar preocupada porque minha viagem está certa ser em agosto.Mas é como vc disse,os estrangeiros se preocupam mais que os coreanos.Lá na empresa,eles estão voltando daí de férias,mas não estão muito preocupados,nem mesmo com as famílias que ficaram,é o que demonstram.Aishi
    Espero que tudo fique bem por aí e se Deus quiser logo isso acabará.
    Se cuidem meninas e dêem notícias sempre que possível.

  3. Sei que Deus irá te proteger de tudo isso Gigi, você está aí porque Ele permitiu, quando tiver difícil peça ajuda que ele te acalmará. Orando por você.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.